22 de fevereiro de 2024

Ex-conselheiro tutelar é preso suspeito de estuprar enteada

Ele teria abusado a menina há cerca de cinco anos, quando a adolescente tinha sete anos. O homem vai responder por estupro de vulnerável


Por Folhapress Publicado 08/09/2022
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Um ex-conselheiro tutelar de 59 anos foi preso temporariamente na terça-feira (6) suspeito de estuprar a enteada de 12 anos em Peruíbe (SP). Ele teria abusado a menina há cerca de cinco anos, quando a adolescente tinha sete anos.


De acordo com informações da Polícia Civil, a investigação do homem pela DDM começou no início deste ano, quando a vítima relatou os abusos para a mãe que havia se separado do ex-conselheiro tutelar em 2021. Os dois moraram juntos por quatro anos.

DENÚNCIA DE ESTUPRO PARTIU DA ENTEADA


Após o homem sair da casa da família, a mulher relatou à polícia que percebeu um comportamento diferente da filha, que estava quieta, e, assim, passou a questioná-la.

Foi quando a garota relatou que os abusos sexuais que sofreu pelo padrasto há anos. Ao saber da situação, em seguida, a mulher procurou a delegacia e registrou um boletim de ocorrência relatando o caso.

INVESTIGAÇÃO


Na semana passada, após meses de investigação, a prisão temporária de 30 dias do suspeito foi decretada. Na terça-feira ele se apresentou na DDM acompanhado de um advogado. O homem vai responder por estupro de vulnerável.


“O capturado permaneceu à disposição da Justiça. Detalhes serão preservados por envolver menor de idade e devido à natureza do crime”, disse em nota a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.


CONSELHEIRO TUTELAR


De acordo com a prefeitura de Peruíbe, o suspeito foi conselheiro tutelar por sete anos, entre 2009 e 2016.

Como o caso corre em sigilo, por envolver menor de idade, ninguém do Conselho Tutelar da cidade quis falar sobre o assunto.


O nome do ex-conselheiro tutelar e do seu advogado não foram divulgados pela polícia, por isso, a reportagem não conseguiu contato com eles.

SIMONE MACHADO
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, SP (UOL/FOLHAPRESS)