18 de abril de 2024

Profissão de Correspondente Bancário: Ascensão e Oportunidades na Era Digital

A demanda contínua por crédito e a digitalização rápida do sistema bancário abrem caminho para o crescimento significativo dos correspondentes bancários em 2023


Por Dino Publicado 22/05/2023 Atualizado 23/05/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Mesmo frente à desaceleração econômica, a demanda por crédito se mantém em ascensão e, com ela, a profissão de correspondente bancário. De acordo com o Relatório de Inflação do Banco Central, a procura por crédito deve crescer 7,1%. Um exemplo marcante é o da Caixa Econômica, que estabeleceu novos recordes na concessão de crédito imobiliário em março, com uma expansão de 6 bilhões para 10,2 bilhões.

Transformação Digital e Crescimento dos Correspondentes Bancários

A transformação digital acelerada tem sido uma grande aliada para os correspondentes bancários. De acordo com o Sistema Gerenciador de Séries Temporais do Banco do Brasil, o número de correspondentes bancários aumentou de 203,6 mil em 2020 para 228,4 mil em 2022, um aumento impressionante de 12%.

Os correspondentes bancários, que formam parcerias com instituições financeiras para intermediar a oferta de produtos de crédito, encontram nesse cenário digitalizado um terreno fértil para seu trabalho. Pesquisas revelam que 9 em cada 10 transações de crédito são em canais digitais.

A Inovação Tecnológica e o Atendimento Personalizado ao Cliente

A pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária destaca que a evolução tecnológica tem permitido um atendimento ao cliente cada vez mais digital e personalizado. Instituições financeiras estão sendo desafiadas a se reinventar, combinando tecnologias inovadoras com serviços cada vez mais diferenciados e personalizados.

Correspondentes Bancários na Era Digital: Desafios e Oportunidades

De acordo com Jefferson Ribeiro, professor e especialista da AprovaBancários.com – escola especializada em treinamento de correspondentes bancários -, a transformação digital traz novas oportunidades para esses profissionais.

“A área do correspondente bancário é resiliente, pois crédito sempre é necessário. Em 2023, já estamos prevendo um grande movimento de aumento da procura por novos correspondentes, que agora são autorizados a operar de forma 100% digital em home office”, ressalta Jefferson, que também está disponível no Instagram.

O Futuro da Profissão de Correspondente Bancário

Com o atual cenário de alta de juros, a profissão de correspondente bancário já está em ascensão. E, à medida que a tecnologia continua a avançar, as oportunidades neste setor só tendem a aumentar.

Para obter mais informações e notícias sobre a profissão de correspondente bancário, acesse o site da AprovaBancários.com.