22 de fevereiro de 2024

Mulher é achada morta com filha de 1 ano dormindo no colo

Criança pensou que a mãe estivesse dormindo; companheiro da vítima é o principal suspeito


Por Folhapress Publicado 18/10/2022
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Mulher é achada morta com filha de 1 ano dormindo no colo
Ana Carolina da Silva Santos Fernandes, 27, foi encontrada morta dentro da própria casa na zona leste de São Paulo – Foto: Arquivo pessoal

Uma mulher foi achada morta com a filha de 1 ano dormindo no seu colo na madrugada de domingo (16). A Polícia Civil de São Paulo investiga um possível caso de feminicídio contra a corretora de seguros Ana Carolina da Silva Santos Fernandes, 27. O crime aconteceu na casa em que a mulher vivia com um dos filhos no Conjunto Residencial José Bonifácio, na zona leste de São Paulo (SP).

O principal suspeito é o marido da vítima, identificado como Fernando Fernandes dos Santos, 35, que está sendo procurado. A reportagem não localizou seus advogados.

MÃE DA VÍTIMA ENCONTROU A MULHER DESACORDADA EM UM COLCHÃO COM A FILHA DE 1 ANO DORMINDO EM CIMA DELA


De acordo com o boletim de ocorrência, Fernando avisou sua mãe que tinha chegado em casa e encontrado a mulher desacordada. Ela então ligou para a mãe de Ana Carolina, Adriana da Silva Siena, para avisar que alguma coisa tinha acontecido.


Adriana então foi até a casa do casal e, ao olhar pela janela, viu Ana Carolina desacordada em um colchão na sala do imóvel com a filha de um ano o casal em cima dela. Na sequência, acionou a Polícia Militar e, antes que os agentes chegassem, arrombou a porta com uma marreta.

Mulher é encontrada morta ao lado da filha de 1 ano
Ana Carolina da Silva Santos Fernandes – Foto: Arquivo pessoal


MULHER JÁ ESTAVA MORTA; A CRIANÇA SAIU ILESA

Para o PMs, Adriana disse ter encontrado Ana Carolina sem sinais vitais dentro da casa – a criança estava ilesa. Ainda de acordo com ela, Fernando tinha passado a noite no local.


A mãe de Ana Carolina ainda detalhou aos policiais que a filha com as penas descobertas e abertas, com lesões na virilha e marcas de sangue próximas à região genital.

PROBLEMAS NA RELAÇÃO; MARIDO É O PRINCIPAL SUSPEITO PARA A POLÍCIA


Aos policiais, Adriana afirmou que a relação entre o casal era conturbada, com brigas e separações. Eles estavam juntos há dois anos.


Segundo a mãe da vítima, eles se conheceram em uma autoescola na qual Ana Carolina tentou tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e foram morar juntos logo depois. Depois de cinco meses de relacionamento, porém, Fernando teria agredido a jovem, que decidiu voltar para a casa da mãe.


Ainda de acordo com Adriana, Ana Carolina descobriu que estava grávida pouco depois e decidiu alugar uma casa para voltar a morar com Fernando.


Segundo a mãe da vítima, Ana Carolina continuou a sofrer agressões e chegou a conseguir uma medida protetiva contra o marido, mas decidiu não prosseguir com a ação e reatar o relacionamento.


O sepultamento da jovem aconteceu na tarde desta segunda-feira (17). Além da bebê de 1 ano, ela deixa outros dois filhos.


Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que a investigação do caso é feita pelo 103º Distrito Policial. Por fim, a pasta informou que já foram feitas diligências para tentar localizar o suspeito.

PAULO EDUARDO DIAS
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)