18 de abril de 2024

Conheça oito padarias artesanais de São Paulo

São Paulo observa uma nova leva de padarias do tipo, que abriram as portas do meio de 2023 para cá. Esses endereços investem em uma produção em menor escala e no uso de ingredientes integrais, sem aditivos, e no levain, o fermento natural


Por Folhapress Publicado 09/02/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A onda de padarias artesanais na capital paulista ganhou um reforço com os padeiros de primeira viagem que surgiram durante o isolamento da pandemia.


Agora, São Paulo observa uma nova leva de padarias artesanais, que abriram as portas do meio de 2023 para cá. Esses endereços investem em uma produção em menor escala e no uso de ingredientes integrais, sem aditivos, e no levain, o fermento natural.

Oito padarias artesanais de São Paulo para você conhecer!


Bakehaus


A padaria artesanal foi fundada por dois irmãos, Antonio e Luiz Barros, que se inspiraram nos pães que a mãe deles fazia em casa. A dupla também pôs a mão na massa e incorporou farinhas orgânicas nacionais e italianas nos preparos, além do levain. Algumas das pedidas incluem brioche (R$ 20), baguete (R$ 12) e folhados como pain au chocolat (R$ 14) e croissant (R$ 12).
R. Saint Hilaire, 226, Jardins, região oeste, (11) 99887-2275, @bakehaus.sp


Casa Trigo


A vocação para padeiro está no sobrenome e na família de Felipe Trigo. Seus avós e tios, nascidos em Portugal, se dedicaram ao ofício de panificação ao migrar para o Brasil. Em 2019, Felipe começou a fazer pães sob encomenda e, no ano passado, abriu uma loja física. Seus pães são de fermentação natural e usam farinha integral, como o pão de forma com malte e mel (R$ 24; 500 g). O italiano clássico sai em fornadas diárias e ganha recheios como provolone com tomilho, por R$ 20.
R. Fábia, 603, Vila Romana, região oeste, @casatrigo.padaria

Le Jazz Boulangerie


O grupo Le Jazz, que tem restaurante e bar, abriu uma padaria que mistura tradições francesas e paulistanas. O lado francês aparece em folhados como o croissant (R$ 12,50) e o pain au chocolat (R$ 14). A cesta de pães da casa vem acompanhada com manteiga e geleia de frutas por R$ 17.
R. Joaquim Antunes, 501, Pinheiros, região oeste, @lejazzboulangerie

Lida


Aberta há menos de um mês, a padaria é pioneira na produção 100% integral: a farinha integral usada nos pães e itens de confeitaria é moída na própria casa e não passa por nenhum tipo de peneiragem. À frente da novidade estão Hanny Guimarães, que foi padeira do Futuro Refeitório, e Carolina Arantes, que prepara sorvetes vendidos em potes. Do forno saem pães como o da casa, feito apenas com trigo, água e sal (R$ 36), e o de sementes, como sarraceno e aveia, sem glúten (R$ 35).
R. João Moura, 911, Pinheiros, região oeste, tel. (11) 99577-5432, @lida_padaria


Na Janela


Logo na entrada é possível ver o jornalista Luiz Américo Camargo, que abriu a pequena padaria no fim de novembro, em Higienópolis. A maior parte da produção é fermentada naturalmente, com fornadas pela manhã e à tarde, e há opções como o pão 100% integral (R$ 23,90), bengala (R$ 9,90) e focaccia (R$ 12,90).
R. São Vicente de Paulo, 603, Higienópolis, região central. tel (11) 93393-4824, @najanelapadaria


Nema


A padaria carioca chegou em Pinheiros há quatro meses oferecendo pães de fermentação natural como o sourdough, carro-chefe feito com massa que descansa por 18 horas. É oferecido nas versões clássica, com 40% de farinha integral ou multigrãos (R$ 18).
R. Mateus Grou, 191, Pinheiros, tel. (11) 93277-5332, @nemapadaria


Pan


Arquiteta de formação, a padeira Pamela Puertas começou a preparar pães de fermentação natural durante a pandemia. Depois de trabalhar em padarias como Árvore do Pão, abriu sua própria casa, há quatro meses. As fornadas variam a cada dia e trazem opções como baguete multigrãos (R$ 10), pão de forma integral (R$ 22) e focaccia de abobrinha, queijo e tomilho (R$ 20).
R. Barão de Tatuí, 330, Vila Buarque, região central, WhatsApp (11) 99338-1130, @pan_padeira


Vivant


Instalada numa casa dos anos 1960, a padaria tem inspiração italiana e francesa, com toques brasileiros. Oferece pães clássicos de longa fermentação e itens de viennoiserie. A casa é tocada pelo fotógrafo André Cunha, formado pela Le Cordon Bleu paulistana.
Al. Casa Branca, 399, Jardins, região oeste, @vivant.padaria

NATHALIA DURVAL (FOLHAPRESS)