04 de julho de 2020

Oxímetro pode salvar vidas

O aparelho oxímetro está fazendo a diferença na vida das pessoas na pandemia de coronavírus


Por Redacao 019 Agora Publicado 30/06/2020
Oxímetro pode salvar vidas

O oxímetro de pulso é um pequeno aparelho que está fazendo a diferença na vida de pessoas infectadas com Covid-19 na pandemia. Isso por conta de sua funcionalidade simples e rápida para medir o nível de saturação de oxigênio.

A baixa saturação do oxigênio geralmente causa uma série de sintomas, como náuseas, tontura, dor de cabeça, falta de ar, dor no peito, batimento acelerado, confusão, euforia e alucinações.

No entanto, na pandemia existiram muitos casos de pacientes com baixa saturação, mas que não apresentaram sintomas. Nesses casos, o oxímetro pode salvar vidas ao indicar o nível de saturação, indicar possíveis danos aos pulmões e a pessoa poder ser encaminhada para tratamento.

Oxímetro de pulso

O aparelho médico consegue detectar através do sangue, os níveis de oxigênio nas artérias de forma não invasiva. Sem agulhas e dor. A simplicidade fica por conta do medidor que deve ser colocado na ponta do dedo.

Em alguns segundos, o resultado aparece de forma rápida e básica no leitor digital. Além disso, o oxímetro mostra os batimentos cardíacos e pulso.

A artéria localizada através do dedo é ligada diretamente ao coração. Se os níveis de oxigênio estiverem baixos significa que os tecidos do corpo não estão sendo oxigenados podendo causar danos à saúde.

É um dos maiores indícios de que há problemas pulmonares. É um aparelho comum em hospitais e usado por profissionais da saúde para monitorar pacientes. O nível de oxigênio, batimentos cardíacos e sinais vitais são fundamentais para acompanhar.

Como funciona

Basicamente, o oxímetro projeta faixas de luzes no dedo. O sangue absorve essa luz e assim é possível medir através do receptor os níveis de saturação de O2.

Cálculos são feitos eletronicamente no aparelho para chegar a um número bem preciso. O aparelho ainda leva em consideração quantidade de luz externa captada e tamanho do dedo. Esses dados ficam armazenados para facilitar o uso nas próximas vezes.

O aparelho médico-hospitalar oxímetro de pulso mede a saturação de oxigênio na corrente sanguínea para monitorar a saúde e detectar problemas no funcionamento de órgãos.

Por que é importante?

O oxigênio atua de maneira fundamental no funcionamento do corpo humano. Sua baixa concentração (hipoxemia) acarreta sérios problemas aos órgãos. Esses níveis devem ficar entre 95% a 100%. Se estiver abaixo pode indicar problemas nos pulmões e levar a óbito.

Os problemas podem afetar coração e cérebro ainda. O aparelho é essencial em cirurgias, em internações e check-ups.

Qual a relação com o coronavírus?

A Covid-19 causa uma complicação em alguns casos, uma espécie de pneumonia. Os pulmões sofrem com uma infecção e um dos sintomas é a baixa concentração de oxigênio junto com falta de ar ou não. É nesse fator que reside o perigo.

Portanto, o aparelho pode indicar que algo não vai bem antes de complicações ou apresentar sintomas respiratórios. Nesse estágio, a doença já se desenvolveu para uma versão mais grave podendo haver perda permanente da capacidade dos pulmões.

É bom ter em casa?

Assim como é normal ter um termômetro em casa, com a pandemia de coronavírus, o aparelho oxímetro entrará na categoria de itens essenciais da caixa de primeiro socorros.

É fácil de usar?

Muito fácil e sem uso de agulhas. O aparelho deve ser colocado na ponta do dedo. Após fazer uma leitura e cálculos o resultado aparece na tela junto com os batimentos cardíacos e taxa de pulso. Ainda pode ser colocado no lóbulo da orelha ou no dedo do pé também.

Como funciona?

Ele emite faixas de luzes através do dedo para medir o nível de oxigênio no sangue já que ali passa uma artéria com conexão direta com o coração.