19 de setembro de 2020

Campinas abre 120 vagas no processo seletivo para o Juventude Conectada


Por Redacao 019 Agora Publicado 12/08/2020
Campinas abre 120 vagas no processo seletivo para o Juventude Conectada

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, está com as inscrições abertas para novo processo seletivo do programa socioeducativo Juventude Conectada. Serão 120 vagas voltadas para jovens com idade entre 15 e 29 anos que residam em Campinas.

O edital completo está disponível no Diário Oficial do Município, na edição desta quarta-feira, dia 12 de agosto. Todas as informações detalhadas referentes as inscrições podem ser acessadas clicando no link https://forms.ima.sp.gov.br/juventude-conectada-2020 .

As inscrições são gratuitas e serão realizadas exclusivamente pela internet,

acessando o banner do processo seletivo no Portal da Prefeitura www.campinas.sp.gov.br, até o próximo dia 28 de agosto. O limite será de 3 mil inscritos.

Para se inscrever, o candidato deverá ler atentamente o edital e verificar se atende aos pré-requisitos exigidos, além de conhecer e aceitar as normas e

condições estabelecidas.

A inscrição será efetuada com o adequado preenchimento de todos os campos da ficha on-line. O preenchimento das informações é de inteira responsabilidade do candidato.

Programa

Os candidatos aprovados irão atuar como bolsistas do programa num dos 27 telecentros instalados nas diferentes regiões da cidade. A proposta é incentivar a participação desse jovem em atividades relacionadas ao atendimento ao público, informática, às tecnologias de informação e comunicação e a cultura digital.

O objetivo central do Juventude Conectada é promover a inclusão social dos jovens por meio da inclusão digital com o propósito de afastá-los do mercado de trabalho informal, proporcionando-lhes melhores condições de empregabilidade. Os jovens também são estimulados a frequentar o ensino básico obrigatório e participar de outras atividades socioeducativas.

Para que possam se dedicar às atividades educativas culturais e de lazer e melhorar as condições socioeconômicas, os participantes recebem uma bolsa auxílio no valor de R$ R$ 551,81 ao mês, equivalente a 152,60

Unidades Fiscais de Campinas (UFCI’s). Além disso, os bolsistas participam de oficinas e de ações que visam fomentar novos empreendimentos.