17 de fevereiro de 2020

Professora Eloísa Rossi morre em Limeira aos 69 anos

O velório será a partir das 17h30 deste domingo (26) no Monumental Bom Pastor. O sepultamento vai ocorrer amanhã às 9h30 no Cemitério Municipal de Limeira.


Por Redacao 019 Agora Publicado 26/01/2020
Professora Eloísa Rossi morre em Limeira aos 69 anos
Ela fazia parte do CPP (Centro do Professorado Paulista) e também era presidente da Academia Limeirense de Letras (ALLe).

Faleceu neste  domingo (26) a professora e escritora Maria Eloísa Gonçalves Rossi. Ela tinha 69 anos e teve um AVC há cerca de três semanas. Estava internada e não resistiu. Ela deixa o marido Reinaldo e três filhos: Rodrigo, Ricardo e Reinaldo.

Ela fazia parte do CPP (Centro do Professorado Paulista) e também era presidente da Academia Limeirense de Letras (ALLe).

O velório está marcado para 17h30 deste domingo e o sepultamento ocorrerá as 9h30 de amanhã no Cemitério Municipal.

VIDA E OBRAS

A professora Maria Eloísa Gonçalves de Oliveira Rossi nasceu em Limeira, aos 25/09/1950. Esposa, mãe, professora, poetisa e artista plástica, folclorista, começou a escrever em tenra idade. “Sensível, escrevia versos com maestria”, diziam os membros da Academia Limeirense de Letras .Não gostava de ver seus poemas divulgados, por isso guardava-os na gaveta. Na maturidade, uma amiga, lendo seus apontamentos incentivou-a a torná-los públicos.

Participou de várias coletâneas ultrapassando a mais de uma dúzia de livros publicados. Como livro solo tem Quatro Estações, Memórias do Largo da Capela. Participou de vários saraus literários e tertúlias, em Limeira. Suas odes, atualmente são publicadas no Facebook, facilitando assim, a interatividade entre o leitor e o autor.

Eloísa é membro fundador da Academia Limeirense de Letras, onde  ficaria até 2021. Seu último e grande projeto enquanto presidente da ALLe, foi a idealização da Academia Limeirense de Letras Infanto Juvenil – ALLe IJ, um projeto, um sonho, cultivado por muito tempo e que viu realizado e hoje é um sucesso.