14 de agosto de 2020

Limeira terá fiscais de plantão para garantir lockdown

Comércio e indústria devem permanecer fechados (com exceção das indústrias alimentícias).


Por Redacao 019 Agora Publicado 01/08/2020

Durante o segundo fim de semana de lockdown, neste sábado (1º) e domingo (2), a Prefeitura de Limeira irá intensificar a fiscalização das medidas de isolamento social previstas em decretos municipais e estaduais. Comércio e indústria devem permanecer fechados (com exceção das indústrias alimentícias).

O mesmo vale para a construção civil e prestadores de serviços, excluindo-se aqueles da área de saúde. Venda de alimentos prontos para o consumo só será permitida pelo sistema de entrega domiciliar e segue obrigatório o uso de máscaras sociais em locais públicos.

lockdown foi decretado pelo prefeito Mario Botion no dia 21 visando diminuir a circulação de pessoas no município, e consequentemente, reduzir a velocidade de contágio pelo coronavírus. O primeiro fim de semana de lockdown ocorreu nos dias 25 e 26, e segundo o prefeito, apresentou bons resultados.

A exemplo do último fim de semana, um corpo de agentes públicos estará “a postos” para garantir o cumprimento do lockdown. A equipe será integrada por fiscais da Vigilância Sanitária (Visa), Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, Departamento Tributário e Divisão de Posturas, com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). O trabalho terá participação das polícias Militar e Civil.

Durante o fim de semana, denúncias podem ser encaminhadas pelos telefones 153 (GCM) e 190 (Polícia Militar). A gerente da Visa, Renata Martins, informa que os estabelecimentos que descumprirem o lockdown serão imediatamente fechados e estarão sujeitos às penalidades previstas em decretos anteriores.

Praças

Conforme os decretos 257 e 259, a Prefeitura de Limeira recomenda que a população evite a utilização de praças e demais espaços públicos para a prática de atividades físicas e de lazer, nos períodos em que o município estiver na Fase 1 (vermelha). Nesse sentido, agentes de trânsito continuarão presentes nas principais áreas de concentração de usuários, como o entorno ao Estádio Major José Levy Sobrinho (Limeirão), Praça Itália (Jardim Montezuma), Parque Ecológico (Jardim do Lago), Pico do Planalto (Jardim Planalto), Marginal Oeste ao Ribeirão Tatu (Ponte Preta), Praça Dr. Milton Silveira (Humanitária/Jd. Nova Itália) e Praça Dr. João Mendes da Silva Junior (Ginásio do Jardim Santo André). Os equipamentos de ginástica das academias ao ar livre estão isolados com fitas zebradas, a fim de evitar o uso por parte da população.

Confira as principais informações sobre o segundo fim de semana de lockdown, neste sábado (1º) e domingo (2):

O que pode funcionar: serviços de saúde (hospitais, farmácias e clínicas médicas); serviços de segurança pública e privada e de socorro (médico e guincho); clínicas de saúde animal; hotelaria; serviços públicos decorrentes de contratos públicos; serviços de radiodifusão, telefonia e internet; indústrias de produtos alimentícios; postos de combustíveis (das 8h às 18h); rodoviária; cartório; e serviços exclusivamente de fornecimento de alimento pronto para consumo por entrega domiciliar ou de entrega de gás (delivery).

O que não pode funcionar: indústrias, construção civil; comércios em geral, serviços em geral; atividades religiosas; serviços bancários (exceto caixa eletrônico); mercados, padarias, drive thru; drive in; feiras livres; festas e eventos; lojas de conveniência em postos de combustíveis; entre outros.

Venda de bebidas alcoólicas: nos dias de lockdown, será ampliada a proibição da venda de bebidas alcoólicas para o período integral. Ao longo da semana, a restrição já ocorre das 18h às 8h do dia seguinte.

Máscaras: segue obrigatório o uso de máscara para circulação em locais públicos. Quem for flagrado sem o equipamento será multado em R$ 524,59. 

Fiscalização: os estabelecimentos que descumprirem o decreto serão interditados imediatamente e estarão sujeitos às penalidades previstas em decretos anteriores.